Pub

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Deixem-me sonhar, c******!

Tenho uma séria dificuldade em lidar com o meu Sportinguismo, pois ele assenta no meu lado de miúdo fascinado por camisolas verde e brancas de Leão Rampante ao peito. À medida que crescemos e vamos aprendendo, parece haver uma maldita voz criada para nos buzinar a alma com a teoria dos pés assentes no chão e de que quanto mais alto é o sonho maior é a queda. Creio, no entanto, que um dos segredos para dar cor à vida é passá-la tendo como objectivo, precisamente, nunca perder esse lado de criança e essa capacidade de «ver cenas fixes» por mais caótico que seja o cenário.

Ora, e estarei muito longe de sentir isto sozinho, por mais movediças que sejam as areias por onde caminha o Leão Rampante, esse meu lado de miúdo obriga-me a acreditar, sempre, em conquistas, em sorrisos, em golos, em histórias para guardar. Não sei viver o Sporting de outra forma. Começo cada época com a cabeça nas nuvens e por mais que sejam as vezes que caio, com estrondo, no chão, recuso-me a mudar a minha forma de ser. Recuso-me a olhar o futebol como uma máquina de fazer dinheiro, em vez de um prazer que nasceu em «relvados de alcatrão com postes feitos de pedras da calçada». Recuso-me a olhar o Sporting de forma comedida, ponderada, mesmo que por vezes transpareça esse estado de espírito. Para mim, Sporting é isto! É este sorriso interior que não se apaga, é este estômago apertado pelo risco de mais uma queda das nuvens, é os olhos vidrados sem justificação.

Eu sei que as goleadas não vão durar sempre (mas pode ser mais uma para a semana, pois pode?). Eu sei que temos que lidar com o bicho mais numeroso desta selva, as hienas, muitas delas disfarçadas com pele de Leão. Eu sei que se tentará desvalorizar, constantemente, o que o meu Sporting faz (o Arouca era uma merda e com a Académica a música seria outra; afinal a Académica também não tem estaleca; até no andebol, depois de se conquistar uma Supertaça contra um adversário extra de apito na boca, se quer passar a ideia que o fcp já tinha a cabeça no palyoff da champions). Eu sei que esta equipa ainda está em fase de laboratório. Eu sei que as bolas aéreas defensivas estão longe de estar afinadas (olha eu a suspirar pelo Dier). Eu sei, eu sei, eu sei… Mas também sei que vi o Rui a voar festejando golos; que este Sporting é formado por jogadores que ali querem jogar e que festejam os golos como equipa; que o William, o Adrien e o André me fazem sonhar; que continuo a apostar as fichas todas no Carrillo; que o Wilson quase marcou um dos golos do ano; que o Cédric cresce cada vez mais; que o Jefferson me vai calando; que o Montero é craque em cada toque que dá na bola; que temos homens como Capel no banco… E que, no espaço de 24 horas, demos três patadas bem dadas na tromba de milhões de hienas.

Olho para Leonardo. E sorrio. Ainda bem que temos alguém que transparece tanto sangue frio à frente da equipa. Ele que gira a emoção dos jogadores. Ele que nos chame à razão. Eu, enquanto Leão, adepto e eterno miúdo, reservo-me a pedir algo muito simples: deixem-me sonhar, c******!

A música da nossa vida... Midnight Oil - Beds Are Burning

Facebook caption...

sábado, 24 de agosto de 2013

20 frases de fotógrafos sobre fotografia

Muitos fotógrafos famosos deixaram e publicaram para além das suas conhecidas e históricas fotografias, frases e textos sobre a sua actividade e sobre aquilo que entendiam acerca do que é a fotografia e sobre o que é ver e registar o presente através das lentes. Seguem-se 25 frases de fotógrafos sobre fotografia que retratam bem a actividade e a arte de fotografar.
“A lente revela mais do que o olho pode ver”

“Fotografo para mostrar que o mundo em que gostaria de viver existe”

“A camera é um instrumento que ensina as pessoas a ver sem camera”

“A fotografia é uma forma de ficção. É ao mesmo tempo um registo da realidade e um auto-retrato, porque só o fotógrafo vê aquilo daquela maneira.”

Henry Cartier Bresson (1908-2004)

“Fotografar é colocar no mesmo eixo a cabeça, o olho e o coração.”

“Minhas fotografias são um vetor entre o que acontece no mundo e as pessoas que não têm como presenciar o que acontece. Espero que a pessoa que entrar numa exposição minha não saia a mesma.”

“Não há regras de boas fotografias, existem apenas boas fotografias.”

“Você não fotografa com sua máquina. Você fotografa com toda sua cultura.”

Robert Doisneau (1912-1994)

“Se uma foto não está suficiente boa, é porque você não se aproximou o suficiente do fato”

“Enquanto o desenhista começa pelo centro da folha, o fotógrafo principia pela moldura.”

“A fotografia é uma lição de amor e ódio ao mesmo tempo. É uma metralhadora, mas também é o divã do analista. Uma interrogação e uma afirmação, um sim e um não ao mesmo tempo. Mas é sobretudo um beijo muito cálido.”

“A câmera não faz diferença nenhuma. Todas elas gravam o que você está vendo. Mas você precisa ver.”

Sebastião Salgado (1944-)

“As suas primeiras dez mil fotografias são as suas piores.”

“20 fotografias significantes em um ano são um bom resultado.”

“Qual de minhas fotografias é a minha preferida? Aquela que eu vou tirar amanhã.”

“Uma coisa é fotografar pessoas. Outra é fazer outras pessoas se importar com elas revelando a essência de sua humanidade.”

Ansel Adams (1902-1984)

“Fotografia é o retrato de um côncavo, de uma falta, de uma ausência.”

“Se algo não pode ser escrito, ou pensado, ele pode ser fotografado.”

”Notar o que está fora do contexto é a essência do trabalho do fotógrafo”

“Um fotógrafo habilidoso pode fotografar qualquer coisa bem”

Os Albuns da nossa vida... Yes - Tales From Topographic Oceans

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Cinema Paraíso: Destaques nas estreias desta semana...

jOBS


Detalhes

Ano: 2013
Género: Biografia, Drama
Realização: Joshua Michael Stern
Intérpretes: Ashton Kutcher, Dermot Mulroney, Amanda Crew, James Woods, Lukas Haas, Matthew Modine

Sinopse

O filme “Jobs”, que conta a história de Steve Jobs, estreia nas salas portuguesas a 22 de Agosto. Realizado por Joshua Michael Stern, Jobs foi apresentado pela primeira vez durante o Sundance Film Festival. A estreia comercial nos Estados Unidos está marcada para 16 de Agosto. Ashton Kutcher interpreta o papel do fundador da Apple e considerado um dos gestores mais importantes dos sectores das tecnologias e comunicação.

Realizado por Joshua Michael Stern segundo um argumento de Matt Whitele, um filme biográfico sobre um ícone do século XX: Steve Jobs, co-fundador e presidente executivo da Apple, uma das mais importantes multinacionais norte-americanas.

A acção segue os momentos mais importantes da vida de Jobs, da juventude, pontuada pela rebeldia e capacidade criativa, até ao momento em que, ao fundar a Apple com Steve Wozniak, um amigo de longa data, marca uma época e altera o modo de funcionamento do mundo.

Da forma como se via a si mesmo ao modo como o viam todos os que consigo se relacionavam, aqui se revelam a personalidade e o carácter empreendedor de um homem singular, até ao dia do seu trágico falecimento, a 5 de Outubro de 2011.

“As pessoas que são suficientemente malucas para pensar que podem mudar o mundo são aquelas que o conseguem”.

Links
www.imdb.com/title/tt2357129

Trailer



Dá & Leva
Pain & Gain


Detalhes

Ano: 2013
Género: Comédia, Crime, Drama
Realização: Michael Bay
Intérpretes: Mark Wahlberg, Dwayne Johnson, Anthony Mackie, Tony Shalhoub, Ed Harris

Sinopse
O enredo de “Dá & Leva” é inspirado no artigo homónimo publicado em 1998, no Miami News Time. O artigo centrava-se na história real de um grupo de bodybuilders que são apanhados a praticar um conjunto de actividades ilegais na Florida. Em foco estão Dwayne “The Rock” Johnson e Mark Wahlberg, os protagonistas desta fita que se baseia na história real de um grupo de culturistas envolvidos em atividades criminais na Flórida.

Daniel Lugo (Mark Wahlberg), Adrian Doorbal (Anthony Mackie) e Paul Doyle (Dwayne Johnson) trabalham num dos mais badalados ginásio de Miami, EUA. A viver uma vida medíocre, maioritariamente dedicada à aparência física e a delitos menores relacionados com drogas leves e esteróides, nenhum deles sente ter verdadeiramente alcançado o grande “sonho americano”.

Decididos a alterar o rumo das suas existências, os três amigos unem-se para o maior golpe das suas vidas: raptar Victor Kershaw (Tony Shalhoub), um dos mais ricos empresários da cidade, extorquir-lhe todo o dinheiro possível e viver à grande, com todos os luxos a que julgam ter direito. Porém, nada corre como esperado e os três acabam por viver o pior pesadelo das suas vidas…

Links
www.imdb.com/title/tt1980209

Trailer



Caçadores das Sombras: A Cidade dos Ossos
The Mortal Instruments: City of Bones



Detalhes

Ano: 2013
Género: Acção, Aventura, Drama
Realização: Harald Zwart
Intérpretes: Lena Headey, Lily Collins, Jonathan Rhys Meyers, Kevin Zegers

Sinopse

“Os Instrumentos Mortais: A Cidade dos Ossos” é um filme de acção e aventura realizado por Harald Zwart, que se inspira em “City of Bones”, o primeiro livro da série juvenil “The Mortal Instruments”, escrito por Cassandra Clare. No filme, Clary Fray (Lily Collins) é uma adolescente nova-iorquina com uma vida igual à de tantos outros. Porém, essa aparente normalidade perde o sentido quando conhece Jace Wayland (Jamie Campbell Bower), um misterioso rapaz que lhe explica que ela é um ser híbrido, metade anjo e metade humana, cuja grande missão é proteger os seres humanos contra criaturas demoníacas…

Na Nova Iorque dos nossos dias, uma adolescente aparentemente normal, Clary Fray (Lily Collins), descobre ser descendente de uma linhagem de Caçadores de Sombras, a elite secreta de jovens guerreiros, envolvida numa antiga batalha para proteger o nosso mundo contra os demónios.

Quando a mãe (Lena Headey) desaparece, Clary junta-se a um grupo de Caçadores de Sombras que a apresenta a uma perigosa versão de Nova Iorque que dá pelo nome de Mundo-à-Parte. Uma dimensão alternativa repleta de demónios, feiticeiros, vampiros, lobisomens e outras criaturas mortais.

Links
Trailer

A música do século XXI... John Newman - Love Me Again

A música da nossa vida... Mamas & The Papas - California Dreamin'

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Estatísticas da Educação: 2011-2012

A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência publicou as estatísticas da educação referentes ao ano letivo de 2011-2012, que aqui disponibilizamos:

Neste dia... em video!...

Os últimos dias de Jesus...

Jorge Jesus ficará para a história do Sport Lisboa e Benfica como o melhor treinador de sempre nas duas últimas décadas. A abrir, logo campeão. Depois, quase campeão e quase vencedor de títulos quase relevantes. Terá sido o melhor treinador, tirando as finais perdidas e os escassos, quase nulos, resultados dignos de memória. A sua posição dentro do clube é hoje de pura fragilidade dado o desdém de que é alvo, preso por ter cão, preso por não ter. Num momento em que o clube incorre em velhos erros, como mudar de equipa a cada época, os efeitos já se sentem no ar: uma sofrível pré-época e uma derrota a abrir a Liga. Assistimos aos últimos dias de JJ como treinador dos encarnados. E é triste. Tanto talento. Tanto potencial ganhador atirados pela janela. Afunda-se e atira-se fora um treinador carismático, o melhor candidato a Ferguson Português, entre a ingratidão da turbamulta vermelha e a insegurança patenteada pelo homem que tantas finais lhe[-à-turbamulta vermelha] proporcionou.

Facebook caption...

A verdadeira rede social

A música do século XXI... Eminem - Love The Way You Lie ft. Rihanna

Os albuns da nossa vida... Dire Straits - Alchemy Live

sábado, 17 de agosto de 2013

Os Albuns da nossa vida... The Beatles - 1

Facebook caption... Os vegetais: Propriedade por cor

3 sites para aprender línguas sem pagar

Inglês e espanhol são as mais pedidas

Nunca aprender uma língua foi tão necessário...e tão fácil. Para além dos inúmeros institutos de línguas que existem espalhados pelo país, existem vários sites que permitem aprender idiomas (ou aperfeiçoá-los) de forma gratuita e confortável. Mais valias para o emprego e para o aperfeiçoamento profissional.

O Livemocha é um site que disponibiliza cursos de vários graus de dificuldade. O site combina cursos gratuitos e pagos e tem ainda pequenos laivos de rede social. Podem apresender-se variados itens da língua em questão e pode trocar-se ideias com pessoas que estejam exactamente na mesma situação, e praticar o idioma que se está a aprender. Nesta plataforma os alunos podem ajudar-se mutuamente, corrigir exercícios, ajudar e pedir ajuda.

O Memrise foi criado por um campeão de memorização. O autor quis passar para o plano virtual aquilo que já fazia na sua vida particular. O Memrise é dirigido a pessoas que já têm algum conhecimento de uma língua estrangeira e pretendem melhorar seu vocabulário. Tal como a Exame refere, entre os idiomas mais populares estão o inglês, espanhol, chinês, francês e alemão, mas a lista é ampla.

O Deutsche Welle é, como o nome indica, um site dedicado a quem quer aprender alemão. O programa de formação de idiomas está incluído no canal de televisão estatal do país. O inglês é aqui sem dúvida fundamental. As lições incluem exercícios escritos e falados e contam com vários vídeos e fotografias para auxiliar o ensino.

A semana... em Cartoons!









Fonte: HenriCartoon

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

O governo vai devolver os cortes nas pensões quando…

Luis Afonso_Publico
Luis Afonso_”Público”

Neste dia... em video!...

A música da nossa vida... Dire Straits - Sultans Of Swing (Alchemy Live)

Cinema Paraíso: Destaques nas estreias desta semana...

Elysium


Detalhes

Ano: 2013
Género: Acção, Drama, Ficção Científica
Realização: Neill Blomkamp
Intérpretes: Matt Damon, William Fichtner, Jodie Foster, Alice Braga

Sinopse

Em 2159, as diferenças económicas entre os seres humanos traduzem-se numa total diferenciação entre classes. Os ricos vivem numa estação espacial chamada Elysium, que lhes dá acesso a todas as formas de prazer; os restantes vivem miseravelmente num planeta Terra sobrepovoado e à beira do colapso.

O objectivo máximo de Delacourt (Jodie Foster), governante de Elysium, é assegurar que nada se altere. Porém, à medida que a situação na Terra se agudiza, os terráqueos mostram-se cada vez mais desesperados por encontrar formas de sair do planeta.

Deste modo, não tardará que alguns rebeldes se associem e se insurjam contra a injustiça instituída. Ferido e com poucas esperanças de sobrevivência, Max de Costa (Matt Damon) aceita uma missão arriscada que se tornará não apenas a última esperança de salvar a própria vida, como também a de milhões de outros seres humanos.

Um filme de ficção científica que conta com a realização do sul-africano Neill Blomkamp, depois do sucesso de “Distrito 9″ que, em 2010, teve quatro nomeações para os Óscares (entre eles Melhor Filme e Melhor Argumento Adaptado). No elenco encontramos ainda Sharlto Copley, Alice Braga, Diego Luna ou Wagner Moura, entre outros.

Links

www.imdb.com/title/tt1535108

Trailer



Aviões
Planes


Detalhes

Ano: 2013
Género: Animação, Aventura, Comédia
Realização: Klay Hall
Intérpretes: Val Kilmer, Teri Hatcher, Julia Louis-Dreyfus, Dane Cook, John Cleese, Anthony Edwards

Sinopse

Dusty Crophopper (voz de Dane Cook) é um simpático avião fumigador que se tem dedicado à agricultura. Porém, o seu maior sonho é participar em corridas de aviões, competindo com os mais velozes e habilidosos pilotos do mundo.

Mas, além de não ter sido construído para tais proezas, ele tem um problema que sempre lhe condicionou os movimentos: um absoluto e paralisante pavor das alturas. Comovido com as dificuldades de Dusty, Chug (Brad Garrett), o seu melhor amigo, vai fazer de tudo para o ajudar.

Para isso, convence Skipper (Stacy Keach), um velho avião de feitio difícil mas coração de ouro, a treiná-lo para o Grande Festival Aéreo. E é assim que Dusty, que toda a vida cedeu aos seus medos mais profundos, se vai tornar num exemplo de bravura e determinação que servirá de inspiração a todos à sua volta.

Com John Lasseter (realizador de “Toy Story”, “Uma vida de Insecto” e “Carros”), na equipa de produção, uma comédia em 3D para toda a família, que conta com a realização de Klay Hall (“Sininho”), segundo um argumento de Jeffrey M. Howard.

Links

www.imdb.com/title/tt1691917

Trailer



Behind The Candelabra

Por Detrás do Candelabro - Behind the Candelabra

Detalhes

Ano: 2013
Género: Biografia, Drama, Romance
Realização: Steven Soderbergh
Intérpretes: Matt Damon, Scott Bakula, Eric Zuckerman, Michael Douglas, Dan Aykroyd, Rob Lowe

Sinopse

Liberace (Michael Douglas) viveu luxuosamente e teve uma vida de excessos, dentro e fora do palco. No verão de 1977 conhece o jovem e belo Scott Thorson (Matt Damon). Apesar da diferença de idades e de pertencerem a mundos opostos, os dois envolvem-se numa relação amorosa durante cinco anos.

“Por Detrás do Candelabro”, realizado por Steven Soderbergh, conta a história deste relacionamento secreto e tempestuoso – desde o primeiro encontro nos bastidores do Las Vegas Hilton até à separação, pública e e amarga.

Links

www.imdb.com/title/tt1291580

Trailer



Percy Jackson e o Mar dos Monstros
Percy Jackson: Sea Of Monsters


Detalhes

Ano: 2013
Género: Aventura, Fantástico
Realização: Thor Freudenthal
Intérpretes: Logan Lerman, Alexandra Daddario, Sean Bean, Nathan Fillion, Stanley Tucci, Anthony Head

Sinopse

O ano de Percy Jackson foi surpreendentemente calmo. Nenhum monstro se atreveu a colocar os pés no campus da sua escola em Nova Iorque.

Mas quando um inocente jogo do mata entre Percy e seus colegas se transforma numa disputa mortal contra um grupo de gigantes canibais, as coisas ficam… digamos, complicadas.

E a inesperada chegada da sua amiga Annabeth traz mais más noticias: as fronteiras mágicas que protegem a Colónia dos Mestiços foram envenenadas por um inimigo misterioso e, a menos que encontrem uma cura, o único porto seguro dos semideuses tem os seus dias contados.

Nesta emocionante e divertida continuação da série iniciada com Os Ladrões do Olimpo, Percy e seus amigos precisam se aventurar no mar dos Monstros para salvar a Colónia dos Mestiços. Antes, porém, o nosso herói descobrirá um chocante mistério sobre sua família – algo que o fará questionar se ser filho de Posídon é uma honra ou simplesmente uma piada de mau gosto.

“Percy Jackson: Sea of Monsters” é realizado por Thor Freudenthal (“Diary of a Wimpy Kid”), através do argumento de Scott Alexander e Larry Karaszewski (dupla de “Ed Wood”). O filme conta no elenco com Logan Lerman (“The Three Musketeers”), Brandon T. Jackson (“Thunderstruck”), Alexandra Daddario (“Parenthood”), Douglas Smith (“Big Love”), Missi Pyle (“The Artist”), Yvette Nicole Brown (“Repo Men”), Mary Birdsong (“Buried”) e Nathan Fillion (“Firefly”).

Links

A reação da esquerda ao crescimento deste trimestre...


Ele há gajos e gaijas que têm muita lata!...

Contrapoder


Belas...

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Contrapoder


Saiba como recuperar o telemóvel que caiu… na sanita!

Pois é, dá para rir, mas já aconteceu a muito boa gente!

Actualmente o nosso telemóvel é uma das ferramentas mais importantes que trazemos connosco, pois lá encontram-se os nossos contactos, fotografias, mensagens, aplicações, tarefas do dia-a-dia, etc… é como o nosso assistente diário, algo que já quase não podemos passar sem, saudavelmente falando.

Imaginem que o vosso telemóvel sofria este género de acidente, já pensaram as consequências que poderiam vir a ter caso não o conseguissem reparar?

Então vamos mostrar os passos para o recuperar!


Antes de indicarmos as dicas, vamos revelar alguns dados curiosos sobre esta questão.

Uma em cada dez pessoas tem o azar de deixar cair o seu telemóvel na sanita… e eis como é que isso acontece:


O que NÃO deve fazer:

Usar um secador
Isto irá acentuar e ajudar a entranhar a humidade, o que facilita a que esta atinja componente mais internos.
Tentar carregar o telemóvel antes que este seque totalmente
A energia irá para o interior do telemóvel, entrará em contacto com as áreas molhadas, fazendo estragos em componentes sensíveis do aparelho.

Vamos então agora indicar O QUE DEVE FAZER caso o seu telemóvel caia na sanita!

1. Retire o seu telemóvel, o mais rápido que conseguir! Quanto mais rápido o retirar, menos água entrará no seu aparelho

2. Desligue-o! Ligá-lo poderá causar um curto-circuito. Se ele já está desligado, NÃO o ligue!

3. Desmonte todas as peças que conseguir. Bateria, cartão SIM, etc, e coloque tudo sobre um papel absorvente/toalha turca para que sequem.

4. Limpe/Absorva o máximo de água que conseguir. Assim diminuirá o risco que esta se entranhe nas peças mais internas.


5. Seque-o com arroz ou silica gel. Coloque o seu telemóvel num recipiente com arroz cru, ou saquinhos de silica gel, para que seque toda a humidade.

6. Deixe-o secar sozinho. Coloque-o num local quente, pode colocá-lo perto de um radiador (mas não nele), e deixe-o lá cerca de 24h.

7. Teste-o! Depois de 24h passadas, chega a altura de verificar se houve resultados. Se por acaso o telemóvel não ligar, tente colocar uma nova bateria. Se mesmo assim não funcionar… pode sempre recorrer às garantia ou ter que comprar um novo telefone!

Algumas dicas para prevenir estes acidentes:

Não coloque o seu telefone no bolso de trás das calças;
Se o bolso de trás é a única opção, assegure-se que têm algo como fecho ou botões, caso contrário, evite colocar lá o seu telefone!
Compre um telefone à prova de água e invista numa case também à prova de água.

Guarde o seu aparelho numa bolsa que o proteja

Alguns telefones à prova de àgua disponíveis no mercado:


Cada um destes exemplares consegue aguentar 30 minutos debaixo de 1 metro de água.

No entanto, é menos problemático deixar cair o seu telefone na água da sanita, que numa piscina ou mesmo em cerveja, uma vez que estes dois líquidos são mais corrosivos.

Veja o infográfico na íntegra aqui.

Fonte: Pplware

O elogio do doping



Convencionou-se que o doping é uma coisa má, anti-desportiva, uma manipulação da verdade. Enquanto ato ilegal é com certeza um engano, logo uma mentira, disso não há dúvida. Contudo, enquanto processo técnico podemos encará-lo no âmbito do desporto. Neste sentido, poderá ganhar alguma verdade, digamos assim.

Olhemos o exemplo do desporto automóvel e depois comparemo-lo com o ciclismo. Nas corridas de fórmula 1, por exemplo, não é somente a perícia do condutor que está em causa em termos competitivos. É também a marca do motor, os mecânicos e a equipa que muda os pneus. Há todo um conjunto de fatores externos ao piloto que, em articulação com ele, também fazem a performance da condução. Quanto mais apetrechos técnicos um desporto tiver, mais fatores deste género são importantes ao que está em jogo. Esta lógica pode ser levada ainda mais longe. A vida familiar do condutor, as suas relações emocionais, o seu contexto social ou aquilo que ele come também ajudam a determinar as suas qualidades enquanto compete nas pistas de automóveis. Pegando em particular no caso da alimentação, repare-se como esta, ainda que já no interior do corpo, também resulta de escolhas exógenas ao ato de treino estritamente corporal. E é aqui que entra o doping.

Se virmos o doping como uma técnica externa que, tal como a alimentação, se introduz no corpo para uma melhor performance, percebemos que nele também há conhecimento e capacidade que intervêm competitivamente. Se acrescentarmos a habilidade que há em escondê-lo, vemos como também isso pode ser uma arte.

O ciclismo é particularmente "fustigado" por esta prática. Mas imaginemos que se legaliza o doping (aí o ludibriar deixa de ser fator competitivo) e os médicos que acompanham os ciclistas passam a ser considerados participantes do mesmo tipo que os mecânicos de fórmula 1 ou mesmo os de bicicletas. Podemos facilmente ver no corpo do corredor o motor da bicicleta. É decerto isso também. E então os químicos introduzidos nos organismos dos desportistas são como os diferentes tipos de melhoramentos que se fazem nos motores artificiais. O ciclista não deixa de estar lá, fazendo escolhas, treinando, tentando ser melhor do que os outros, igualmente dopados. Tal como o piloto de fórmula 1.

A diferença está na assunção do processo técnico em toda a sua extensão. Já não seria apenas a perícia do desportista que estaria a competir, mas também a qualidade dos químicos ingeridos e dos médicos que os prescrevem. E aí poderiam devolver-se as medalhas a Lance Armstrong. A técnica é isto, inúmeros efeitos sem fixação no indivíduo que atua. Sem a autonomia deste, tudo é possível.

A música do século XXI... The Lumineers - Ho Hey

A nossa música... GNR - Hardcore

Neste dia... em video!...

Facebook caption...

Silêncio

Leituras para Férias... A grande de fome de Mao - Frank Dikotter


Como tudo indica que nunca tenha lido nada sobre as catástrofes produzidas pelos partidos comunistas aqui está uma proposta de leitura para Catarina Martins e outros que por aí debitam aquele discurso da matraca!

Se depois de ler continuar com aquele ar celestial ao mesmo tempo que diz as maiores barbaridades é porque não presta mesmo. Se não ler continua a não prestar. Não há pior do que ser uma iluminada ignorante.

Por cá, juntamente com a Grécia - não por acaso - ainda se vota em partidos cúmplices de genocídios políticos.

Fonte: Banda Larga

Contrapoder


terça-feira, 13 de agosto de 2013

Cortes deviam começar pelos privilegiados...!



O comentador político Marcelo Rebelo de Sousa defendeu no domingo à noite que os cortes de 10% anunciados para os pensionistas da Função Pública deviam antes começar pelas “subvenções dos políticos e outras pensões privilegiadas”.

Ainda que esta medida seja necessária para “equilibrar o défice”, sustentou Marcelo, estas reduções são “muito fortes”.

“As subvenções dos políticos e outras pensões privilegiadas... Era por aí que se devia começar”. Esta é a leitura do antigo líder social-democrata, Marcelo Rebelo de Sousa, face aos cortes de 10% que serão aplicados nas pensões dos trabalhadores do Estado.

O comentador político, ainda a propósito desta matéria, que o regime de excepção aberto para juízes e diplomatas “deve ser bem explicado”, considerando “incompreensível que os subsídios dos juízes do Tribunal Constitucional continuem”.

Não obstante, no entender de Marcelo, estas reduções são necessárias para “equilibrar défice”, classificando-as, porém, de “muito fortes”.

Ao mesmo tempo, questionou, “há reforma do Estado ou não há reforma do Estado?

Paulo Portas ficou de mostrar um papelinho a 15 de Julho, nós estamos a chegar a 15 de Agosto e nada.
Ou só há cortes sem reforma do Estado?

Neste dia... em video!...

A justiça "mediatizada"

Saragoca da Matta
Saragoça da Matta
Jornal i - 02-08-2013

Sejam verídicos ou falsos os factos relatados, há que dar-lhes destaque. Fazer capas, manchetes, caixas... é o sangue quente vertido na arena da actualidade.

Um dos grandes interesses mediáticos, desde o tempo da literatura "de cordel", é o crime. Hoje em dia, com pasquins escritos e televisionados sedentos de receitas (o mercado publicitário está em fase minguante), o interesse pela criminalidade ainda aumentou, crescendo o número de aparentes órgãos de comunicação social que mais não são do que vias de construção de escândalos para gáudio da populaça. Sim, porque a populaça mantém também o ancestral gosto sórdido por sangue, sexo e fraudes.

Nada mais conveniente para a turba do que justificar as suas desventuras com escândalos alheios. Em vez de ao pequeno-almoço porem a mão na consciência para verem os pecadilhos e pecadões cometidos, é mais higiénico encontrar bodes expiatórios supostamente responsáveis para os males do colectivo. Como não autoperdoar o pequeno furto, a pequena fuga ao fisco, a pequena infracção estradal, a pequena infidelidade conjugal ou empresarial, o pequeno abuso de poder e a pequena corrupção, se nas notícias se encontram os grandes criminosos seleccionados pelos media e já transformados em bolo alimentar?

O conforto da própria má consciência obtém-se, por purga colectiva, mais facilmente se os males do todo puderem ser imputados aos "outros". Daí, aliás, a justificação e exculpação dada por centenas de milhares de eleitores de norte a sul do país àqueles que "roubam mas fazem"! Esses são os Robin Hoods da actualidade, por comparação com os Xerifes de Sherwood, que roubam sem fazer. Tudo porque se assume que roubar é o mínimo denominador comum da sociedade lusa. E será certamente, pois com centúrias de experiência já entrou nos genes.

Como o próprio povo ensina, "o bom julgador por si se julga". Assim que a esmagadora maioria acredite na culpa dos imputados sempre que um escândalo é divulgado. Todos esses sabem que, em igual situação, fariam precisamente aquilo que é assacado como crime aos demais. Um terceiro maldoso até pensaria que estão todos à espera daquela "ocasião" que possa deles fazer "ladrão"!

Por seu turno, como a área daquilo que é crime cresceu muito desde o Renascimento, a matéria de trabalho dos tais travestis de meios de comunicação social é virtualmente infindável. Facadas, violações, raptos, homicídios, furtos, roubos, burlas, fraudes fiscais, branqueamentos de capitais, corrupção, tudo é manancial de "notícias". Sejam verídicos sejam falsos os factos relatados, há que dar-lhes o máximo de destaque. Fazer capas, manchetes, caixas, gráficos... é o sangue quente vertido na arena da actualidade.

Por vezes, contudo, esses pasquins filam uma vítima concreta para perseguir, motu proprio ou por encomenda. E nesses casos, apesar do excesso de matéria-prima, são capazes de, durante dias consecutivos, publicar supostas notícias que dizem sempre o mesmo, em aborrecidas variações sobre o mesmo tema, e com total desdém pela verdade. É assim! Nem se percebem as críticas a políticos, juízes, advogados, economistas e treinadores de futebol. Ao fim e ao cabo a comunicação social também é... bastante lusa!