Pub

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

O guião!...

O guião para “um Estado melhor” que o vice-presidente tem andado a preparar há uma data de tempo é, formalmente, uma bosta.

A forma do documento, da sua estrutura e redacção às referências bibliográficas, faz parecer que foi literalmente depositado no papel com o mesmo cuidado com que um ruminante deposita na relva a obra da sua digestão.

E, a julgar pelo conteúdo, a vaca vivia em Fukushima!

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Verdade inconveniente!...

O problema de Portugal nunca foi o Estado! Foram sempre os “privados” mamões!

São colégios privados, construídos de norte a sul do país e financiados pelo Estado com muitos milhões. Ao todo, são 81 colégios pagos por todos nós. Muitos deles autorizados ao lado de escolas públicas que conseguem dar resposta. O debate impõe-se, numa altura em que o Governo se prepara para mudar a lei que até agora esteve na génese dos contratos de associação. Atualmente, o que se pretende é implementar a chamada liberdade de escolha, abrindo-se caminho ao chamado cheque-ensino.

Uma equipa da TVI percorreu o país e encontrou escolas públicas vazias, em risco de fechar, cercadas por colégios privados que nunca deveriam ter tido autorização para serem construídos.

Uma teia de cumplicidades que abrange ex-governantes que, depois de exercerem os cargos, passaram a trabalhar para grupos económicos detentores de muitos desses colégios, ou ex-diretores regionais de educação que fundaram depois colégios que são pagos com o dinheiro dos contribuintes.

Uma grande investigação que mostra o retrato de um país que se prepara para pagar, até ao fim deste ano, mais de 154 milhões de euros em contratos de associação.