Pub

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Regresso às aulas: Dê uma nova vida aos livros escolares usados

O ano lectivo acabou de se iniciar e esta é a altura ideal para começar a refletir relativamente à aquisição dos livros escolares.
Já sabe quanto gastou só em manuais novos?
Se o seu filho for frequentar o 7º ano de escolaridade, por exemplo, desembolsou cerca de 258 euros para os manuais!
Mas existem soluções que poderão ajudar a minimizar esta factura. A troca e a compra/venda de livros dos anos anteriores poderão ser uma boa opção.

Este ano o preço dos manuais mantém-se congelado, depois do aumento de 10% registado durante os últimos 4 anos. Mas a factura que as famílias terão que suportar continua a ser elevada.
Segundo o preço médio dos cabazes de manuais escolares apresentado pela Associação Portuguesa de Editores e Livreiros, o 7º ano continua a ser aquele com um custo médio mais elevado. O cabaz para este ano terá um custo médio de 258€, com 12 manuais escolares a serem necessários, sendo que alguns deles serão utilizados até ao 9º ano.
No primeiro ciclo, os preços vão desde os 25,50€ para o primeiro ano até aos 44,80€ para o 4º ano. No segundo ciclo, o preço médio do cabaz é de 131,70€, com o 5º ano a ser o mais caro.

Existem soluções?

Existem soluções que já são praticadas por muitos pais. Estas passam pela reutilização dos manuais escolares de outros alunos.
Existem alguns sites e espaços físicos espalhados pelo país que permitem que se faça uma troca gratuita de manuais escolares. O “Movimento pela reutilização dos livros escolares”, por exemplo, promove isso mesmo: a criação e divulgação de bancos de recolha e partilha gratuita de livros escolares em todo o País.

Mas existem também soluções que permitem vender e comprar esses livros a um preço bem mais apetecível. Por exemplo, através do site de classificados Usados Pplware, com uma secção exclusiva para a compra e venda de livros.
Artigo adaptado de Pplware

Nenhum comentário:

Postar um comentário